Mosteiro de São Bento de Avé Maria/Estação de São Bento

Elegante e cosmopolita, o edifício da estação central e a sua gare em ferro e vidro, concebidos por Marques da Silva, representavam o progresso que o século XX incutia no novo centro cívico do Porto. 

De lição francesa, o projeto constrói cidade, ocultando cenograficamente o complexo conjunto de túneis que permite a ligação, pelo interior do morro da Batalha, à cota alta e a outras partes do país. 

O seu nome evoca o Mosteiro de São Bento de Avé Maria, progressivamente demolido após 1834. 

A igreja testemunhara, voltada para a Rua do Loureiro, ainda a chegada do primeiro comboio, em 1896, quatro anos após a morte da última freira.


Elegant and cosmopolitan, the central station building and its iron and glass station, designed by Marques da Silva, represent the progress that the 20th century instilled in Porto’s new civic center.

Inspired by a French model, the project builds the city, scenically hiding the complex set of tunnels that allow the connection, through the interior of Batalha hill, to the high elevation and to other parts of the country.

Its name evokes the Monastery of São Bento de Avé Maria, progressively demolished after 1834.

The church, facing Rua do Loureiro, witnessed the arrival of the first train, in 1896, four years after the death of the last nun.


Hugo Barreira/Joana Duarte


Foto/Photo
Vista aérea da Estação de São Bento
Rui Valente, 2021
Imagem obtida por drone
Aerial view of São Bento Train Station
Rui Valente, 2021
Picture captured by drone